Dieta Macrobiótica

0
368
Dieta Macrobiótica
Dieta Macrobiótica

A Dieta Macrobiótica é milenar que consiste na ingestão apenas de cereais integrais, legumes, frutas e produtos de soja fermentada. As combinações entre os alimentos levam em conta seus aspectos energéticos e visam equilibrar os dois pólos – yin e yang -, com o objetivo de manter a saúde do corpo e do espírito. O consumo de peixe não é proibido e sua inclusão no cardápio depende de alguns fatores, como o clima, o grau de atividade física e os antecedentes biológicos de cada praticante, entre outros. Preferencialmente, todos os ingredientes ingeridos pelos macrobióticos devem ser cozidos no vapor.

emagrecer

Conheça os benefícios e os inconvenientes da Dieta Macrobiótica

Benefícios

Pesquisas científicas apontam vantagens da macrobiótica na prevenção de doenças cardiovasculares e de alguns tipos de câncer. Ingredientes consumidos na dieta, como cereais integrais, legumes, feijão e queijo de soja (tofu), são benéficos à saúde. O cozimento reduz os resíduos de agrotóxicos e a ação de bactérias.

Inconvenientes

Tirar a carne do cardápio pode gerar um déficit de proteína ou ferro no organismo. Além disso, alguns alimentos, quando cozidos, perdem parte de seu valor nutricional, como várias vitaminas e sais minerais. No caso de legumes, verduras e frutas, por exemplo, as vitaminas hidrossolúveis (como a C) se dissolvem na água utilizada no cozimento – daí a recomendação para cozer no vapor. A comida crua é rica em fibras, que ajudam na formação do bolo alimentar e facilitam o funcionamento do intestino.

Principais alimentos da Dieta Macrobiótica

Cereais integrais: arroz integral, centeio, aveia, cevada, painço, etc.;
Sopas: que devem ser preparadas com vegetais, algas e leguminosas;
Legumes e verduras: couve, brócolis, agrião, cenoura, etc.;
Leguminosas: feijão azuki, grão de bico e lentilha, etc;
Algas marinhas: nori, agar-agar, etc.