Dieta radical pode aumentar a gordura acumulada na barriga

Dieta radical pode aumentar a gordura acumulada na barriga

Uma dieta radical pode aumentar a gordura acumulada na barriga, você sabia? Muitas pessoas pensam que comendo menos alimentos, certamente terão menos gordura armazenada no corpo, principalmente na cintura.

emagrecer

Infelizmente, isso nem sempre é verdade. Comer menos do que o corpo necessita leva à desnutrição, que pode incidir a deficiências de vitaminas, falta de proteínas e carboidratos. O que leva o organismo a poupar energia, dificultando a perda de peso.

O corpo necessita de uma variedade de nutrientes para funcionar corretamente. Assim como um carro, sem combustível não se vai a lugar nenhum. O corpo humano funciona de forma semelhante, é necessário comer o suficiente, até mesmo para queimar a gordura acumulada e manter o funcionamento do corpo.

Para perder peso, você precisa ingerir menos calorias e aumentar a atividade física. Mas calorias são necessárias para realizar essas atividades, por isso não deve ser completamente eliminadas do cardápio.

Portanto, é essencial continuar a comer comida suficiente para suportar as funções do corpo e ficar saudável. O importante é comer alimentos saudáveis, por exemplo, substituindo os carboidratos simples por complexo, com grãos inteiros, ou consumir gorduras boas, em vez das trans e saturadas.

Diminuir o consumo de açúcar, produtos industrializados e outros alimentos inflamatórios, assim por diante.

Porque a gordura pode aumentar se você comer menos?

Se você comer menos do que seu corpo necessita para suas funções irá facilitar um aumento no cortisol, também conhecido como o hormônio do estresse.

O cortisol faz o corpo reter o máximo de “combustível” inserido. E para o corpo, o melhor lugar para manter as reservas de gordura é o abdômen, de modo que é onde acaba acumulada a maior parte da gordura.

Quanto menos você comer, mais seu corpo irá poupar energia e acumulará gordura, porque ele acha que está em um estado de escassez de alimentos. Esse mecanismo é a auto-defesa do próprio organismo.

O corpo se prepara para uma possível falta de comida e acumula depósitos de gordura, e não queima essa gordura acumulada até que seja forçado pela absoluta falta de combustível.

Isto significa que mesmo que continue comendo cada vez menos, não eliminará a gordura abdominal, até que o organismo tenha consumido outros tecidos, como os músculos. Só depois irá usar a energia das reservas de gordura abdominal.

Efeitos das dietas radicais

Se o corpo não recebe nutrientes suficientes, em primeiro lugar se sente cada vez mais cansado e com possíveis distúrbios de humor.

Pode ter dores de estômago, que também afetam negativamente o sono. A construção e reparação dos músculos ocorre principalmente durante o sono, por isso, também pode ocorrer dores musculares, perda de músculos, e em caso de adolescentes, prejudicar o crescimento.

Além disso, também risco de insuficiência renal, acidente vascular cerebral, e até mesmo a morte.

Em conclusão, precisamos comer o suficiente para dar ao corpo o combustível útil para o seu bom funcionamento, promovendo, assim, uma perda de peso eficaz e saudável.

Você não deve desistir de nutrientes essenciais como vitaminas, minerais, proteínas, hidratos de carbono e pequenas quantidades, até mesmo gordura.

Para eliminar a gordura abdominal é aconselhável seguir uma dieta saudável, equilibrada e exercício físico regular.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
( 2 Votos )
Loading...