Geléia Real: propriedades, benefícios e usos

0
63
Geléia Real: propriedades, benefícios e usos
Geléia Real: propriedades, benefícios e usos

A geleia real é conhecida pelo nome de geleia devido à sua consistência gelatinosa. É produzida pelas abelhas para alimentar somente as futuras abelhas rainhas. A geleia real se tornou muito famosa por ser uma substância rica em propriedades benéficas.

emagrecer

A geleia real é produzida apenas por abelhas enfermeira entre o 4° e 15° dia de vida. A alimentação com geléia real é dedicada a todas as larvas até o 3º dia de vida, depois somente para a que se tornar abelha rainha. Esta será alimentada com geleia real durante toda a vida.

A geléia real, na colmeia, é o que discrimina entre uma abelha e uma abelha rainha, porque o ovo é idêntico. A geleia real é o que garante que a abelha destinada a ser criada para se tornar rainha se tornará mais grande do que uma abelha operária, com uma vida média de cinco anos em comparação com 45 dias para uma abelha comum.

A partir destas informações chegamos a conclusões que a geléia real é rica em nutrientes benéficos.

Geléia real valores nutricionais

Para entender os benefícios da geléia real é importante saber seus valores nutricionais. A geleia real é formada de:

  • 57-70% de água;
  • 14% de proteínas,
  • 13% de açúcar;
  • 3% de lípidos;
  • 2% de sais minerais, incluindo cálcio, sódio, zinco, ferro, cobre e manganês.

Também possui um importante complexo de vitamina, caracterizada pela presença das vitaminas do grupo B, especialmente vitamina B5. Em relação a açúcares, vale ressaltar que estes são na forma de frutose e glicose.

As vitaminas B são certamente um elemento muito importante para a saúde: ter um efeito positivo sobre o sistema nervoso e é energizante, ajudar a combater a depressão, proteger a visão, tem efeitos benéficos sobre o sistema cardiovascular, digestão dos açúcares e no intestino.

Em particular, a vitamina B5 ou ácido pantoténico, em que a geleia real é rica, é um estimulante das glândulas supra-renais, o que por sua vez produzem cortisol, útil para tratar artrite, reumatismo e asma.

Também possui vitamina B9, ou ácido fólico, que tem um papel importante como um meio poderoso para combater a anemia e manter o equilíbrio hormonal. Entre outras vitaminas B, na geleia real são presentes a vitaminas B1 (tiamina), B2 (riboflavina), e B3 (niacina). Além disso também possui nutrientes antioxidantes, tais como o retinol (vitamina A) e vitamina C.

Geleia real para que serve

A geleia real pode ser utilizada como suplemento alimentar, com a vantagem de ter um produto completamente natural. O uso frequente indicado são em casos de fraqueza, tal como para idosos ou após terapias de antibióticos. É particularmente adequado para crianças, pois aumenta o sistema imunológico, fornece nutrientes valiosos e evita o uso de remédios para anemia.

Benefícios da geleia real

A geléia real tem efeitos benéficos mesmo no caso de caspa e perda de cabelo apenas por causa das vitaminas do complexo B que ela contém. Também pode ser usado no caso de diabetes: em geral, existe uma queda de 33% de açúcar no sangue depois de tomar a geleia real.

Este alimento também é útil no caso de colesterol LDL, uma vez que aumenta os níveis de colesterol bom (HDL). Finalmente, é uma grande ajuda em caso de úlcera duodenal, e também ajuda a tonificar os músculos.

Geleia real como usar

A geléia real é comercializada em diferentes formatos, por exemplo, com mel, cápsulas, pílulas e várias loções ou em forma de pó, mas a comunidade científica é unânime em afirmar que ela deve ser consumida em estado puro.

Neste último formato deve ser armazenada em um refrigerador, possivelmente no compartimento dedicado a frutas e legumes. Mesmo fora da geladeira a geleia real não se deteriora e não se torna prejudicial, mas perde muitas das suas características. Na geladeira também pode ser armazenada por um ano.

A geléia real deve ser usado de preferência durante mudanças de estação, por períodos de 30 dias, e ser consumida na parte da manhã, um pouco antes do café da manhã, para facilitar a absorção pelas glândulas salivares. Quanto às doses, o indicado é apenas um grama em adultos e metade de um grama em crianças para ter a ingestão nutricional adequada.