Ginseng: benefícios, propriedade, como tomar e contra-indicações

0
88
Ginseng: benefícios, propriedade, como tomar e contra-indicações
Ginseng: benefícios, propriedade, como tomar e contra-indicações

O ginseng é uma planta conhecida por suas várias propriedades benéficas e especialmente pelas suas propriedades anti-stress e energizante. A raiz do ginseng, é considerado por muitos como um alimento da juventude. Na medicina oriental, ele é usado especialmente para o tratamento e prevenção de várias doenças como um tónico e fortalecedor.

emagrecer

Esta raiz inicialmente chegou a ser uma planta tão rara, razão pela qual o seu preço era realmente exorbitante, tanto que no século XX, a raiz de ginseng era vendida oito vezes mais cara que a prata.

Hoje em dia a ginseng é muito mais conhecida e utilizado em todo o mundo, muitas vezes é usada como um ingrediente em muitos medicamentos naturais. Sua raiz seca em vez disso pode ser comprada tanto em farmácias e lojas de ervas naturais.

As propriedades do ginseng

Nas raízes do ginseng são encontrado um alto teor de vitaminas tais como vitamina B1, vitamina B2, vitamina C, vitamina A. A raiz também contém vários óleos essenciais e oligoelementos, vários minerais, tais como magnésio, cálcio , fósforo, ferro, manganês, etc.

Possui também 12 tipos de bioactivos, alguns dos quais são capazes de diminuir os níveis de açúcar no sangue e melhorar os efeitos da insulina. O ginseng também tem várias propriedades anti-inflamatória, antioxidante e antidepressivo. Também é capaz de diminuir os níveis de colesterol no sangue.

Benefícios do ginseng

O ginseng oferece muitos benefícios sendo um ótimo remédio para a fadiga crônica, mas também como reforço para o corpo. Na verdade é recomendável tomar essa raiz antes do inverno, especialmente, por ser capaz de também combater a gripe e resfriados durante o ano inteiro.

O ginseng em pó pode ser usado para fortalecer o cabelo, basta adicioná-lo a um shampoo neutro. Ele age diretamente no couro cabeludo, e também reforça a raiz, evitando a perda de cabelo.

Esta raiz também é capaz de prevenir o envelhecimento da pele, conseguindo manter a aparência mais jovens, até mesmo prevenir o aparecimento de rugas. Isto é possível graças à sua ação contra os radicais livres.

O extrato do ginseng também tem propriedades que podem ser benéficas para aqueles que sofrem de diabetes tipo 2 e resistência à insulina. Porque possui propriedades hipoglicemiantes, que permitem dar maior força e vigor, tanto física como mental para aqueles que sofrem desta doença.

O ginseng, ultimamente também é recomendado para pacientes com câncer que se submetem a quimioterapia. Quimioterapia tende a conduzir a fadiga e outros efeitos secundários que podem ser aliviados pela utilização da raiz de ginseng.

Como tomar o ginseng

O ginseng é usado em várias composições, na verdade, é possível encontrar no mercado em suplementos, a raiz seca, ginseng em pó, em bebidas, etc…

A raiz seca é a mais recomendada, pois pode ser consumida de várias maneiras. Tanto em preparações de chás ou pode ser transformada em pó, e utilizada em sopas, ou como tempero de salada ou até mesmo sobremesas.

Para preparar o chá você deve primeiro ferver a água, após levantar fervura, desligue o fogo e acrescente a raiz de ginseng. Deixe em infusão por alguns minutos. Finalmente, despeje o conteúdo no copo e adicione uma colher de sopa de mel e um pouco de suco de limão.

Ginseng contra-indicações e efeitos colaterais

Como outras especiarias e raízes, o consumo de ginseng, deve ser controlado para evitar quaisquer efeitos secundários desagradáveis. Primeiramente, somente em casos de uma overdose de ginseng, pode ocorrer diferentes problemas no intestino, tais como náuseas, dor de estômago e diarreia.

O uso abusivo da raiz ou o pó de ginseng pode levar a efeitos secundários tais como taquicardia, hipertensão, insónia, dor no peito e irritação.

Principalmente, aqueles que tomam medicações ou anticoagulantes, deve absolutamente evitar tomar ginseng que podem interagir negativamente, causando riscos de saúde ainda mais graves.