Emagrecer é sua promessa para 2018? Descubra 4 dietas que vão te ajudar a entrar saudável no próximo ano

Emagrecer é sua promessa para 2018? Descubra 4 dietas que vão te ajudar a entrar saudável no próximo ano

Após vários dias de festas, sentar e desfrutar de um gorduroso e ultracalórico prato parece é geralmente o mínimo que se pode desejar nos churrascos e comemorações para algumas pessoas. Mas depois que tudo passa… a culpa bate! E aí? Como perder os quilos a mais?
Todos finais e inícios de ano a imagem se repete: pessoas desejosas de ficar em dia com a balança e assim ter uma vida mais saudável, fazem inúmeras promessas no Natal e Ano Novo para finalmente encerrar um período de suas vidas e começar outro de forma diferente.

Entre estas promessas, as das dietas certamente são as favoritas. E, como sabemos, é preciso ter persistência, comprometimento e atitude para levar adiante as metas planejadas de emagrecimento e enfim cumprir as promessas. Por isso, e querendo te dar aquele empurrãozinho que faltava, a lista abaixo apresenta 5 dietas que podem te ajudar finalmente a perder peso e começar 2017 ainda com saúde.

  1. A Dieta MIND:
    Centrada no consumo de alimento que ajudam a reduzir os riscos de transtornos neurológico (especialmente o mal de Alzheimer), esta dieta já explica seu foco na própria sigla que forma seu nome. MIND vem do ingês “Mediterranean-DASH Intervention for Neurodegenerative Delay’, que, em uma tradução livre ao português, poderia ser vista como a “Intervenção editerránea-DASH para Atrasos Neurodegenerativos”. E DASH, neste contexto, se refere a outra dieta explicada mais abaixo).
    A dieta MIND tem sua especialidade em menus recheados de verduras de folhas verdes, nozes, peixes, cereais integrais e azete de oliva, ou seja, alimentos que cientificamente demonstraram a evidencia de que são bons para o cérebro. Considerada como uma das mais saudáveis e fáceis de seguir, a dieta MIND tem conquistado muito especialistas em saúde do emagrecimento.
  2. A Dieta DASH:
    Já a dieta DASH, a partir do avanço da ciência nutricional e do bem-estar, está relacionada ao controle da pressão alta e do colesterol. Nos Estados Unidos, onde ela surgiu, há muito problema de hipertensão, por exemplo. Sabendo por lá (e gradualmente aqui no Brasil também) que a hipertensão é um dos fatores mais ligados às enfermidades derivadas da obesidade, esta dieta tem chamado a atenção de muitos.
    Assim, se você sofre com a hipertensão é necessário sempre estar atento ao que consome em sua mesa. É o que aponta o Instituto Nacional do Coração, Pulmão e Sangue dos EUA que criou a dieta DASH (Dietary Approaches to Stop Hypertension), uma sigla em inglês que significa em português algo como “Abordagem Dietética para Impedir a Hipertensão”.
  3. A Dieta da Fertilidade:
    Acredite ou não, a nossa alimentação afeta e muito a nossa capacidade de reprodução já que que aquilo que comemos afeta a tudo em nossos organismos, desde o sangue até as células, hormônios e espermas, por exemplo.
    Depois de realizar um estudo no qual foram analisadas mulheres que comiam regularmente as gorduras boas (insaturadas), cereais, grãos e proteínas vegetais, tinham um melhor “estoque” de óvulos das que tinhamm tido uma dieta baseada na ingestão regular de carboidratos refinados, carnes vermelhas e gorduras ruins à saúde. Pesquisadores da Escola de Sáude Pública de Harvard, como Jorge Chavarro e Walter Willett, destacaram esta dieta como uma das mais importantes à perda de peso com saúde.
  4. A Dieta Mediterrânea:
    Essa, falam as muitas pessoas que a colocaram em prática, dificilmente falha no processo de emagrecimento. Focada na preparação de alimentos frescos e saudáveis, a dieta possui seu diferencial por evitar carnes vermelhas, os vários tipos de açúcares e gorduras saturadas e privilegiar pescados, frutas, verduras ou legumes, sempre preparados com azeite de oliva ou canola.
    Além de ajudar a emagrecer, a dieta é vista por muitos como uma boa escolha para quem quer perder peso a médio e longo prazo também já que ela auxilia na mudança de hábitos ociosos e doenças. O estudo da PREDIMED – a investigação de maior envergadura no que se refere a nutrição e a saúde a nível mundial– tem demonstrado cientificamente que a dieta mediterrânea enriquecida com frutos secos e azeites de oliva virgem extra reduz em até 30% o risco de infarto do miocárdio, de acidente vascular cerebral ou de morte por causa cardiovascular.

Deixe seus Comentários

bn 03
Author image

Autor Joana Lima

Sou uma profissional que adora saber e escrever tudo sobre notícias de moda, beleza, saúde e fitness.
  • Sao Paulo