Alimentos que auxiliam no combate a depressão

A depressão é uma das doenças que mais incapacitam o ser humano, devido à perda da qualidade de vida. Existem alguns alimentos que auxiliam no combate da depressão e se associados a medicação psiquiátrica, fazem toda a diferença!

Alimentos Que Auxiliam No Combate A Depressão

Confira:

emagrecer

ABÓBORA

Fonte de vitamina b6, a abóbora possui em suas sementes uma excelente fonte de triptofano, aminoácido precursor da serotonina, o hormônio relacionado ao bem estar. Ao melhorar o humor, ajuda no combate à depressão. Recomenda-se a ingestão diária de duas colheres (sopa) das sementes, que podem ser utilizadas em sucos e outros alimentos. Não há contraindicações.

COUVE

Fonte de vitamina A, B6, C, K e ainda magnésio, cálcio e ferro, o vegetal favorece o aporte destes nutrientes que alimentam as células e ajudam na homeostase – mecanismo que deixa o organismo em equilíbrio. O magnésio, em especial, auxilia no relaxamento muscular e melhora a tensão e o humor. A couve pode ser consumida diariamente, entre as cinco porções recomendadas de alimentos crus, e não tem contraindicações.

GRAPEFRUIT (TORANJA)

Excelente fonte de fibras e nutrientes, a fruta supre o organismo com energia gradual e contribui para o bom funcionamento do sistema, inclusive o nervoso. Possui baixo índice glicêmico, não favorecendo o excesso de produção da insulina. Desta forma, não estressa o organismo e preserva o bom humor. É recomendado o consumo de meia unidade (100g) antes de cada refeição, o que, inclusive, pode auxiliar na perda de peso. Deve ser evitada por aqueles que tomam medicamentos a base de terfenadina, pois inibe o metabolismo da substância e aumenta sua toxicidade.

FEIJÃO

Além de ser rica em ferro, que ajuda a combater a anemia, esta leguminosa também é fonte de triptofano, vitaminas do complexo B e ácido fólico, nutrientes que auxiliam no combate a depressão. A recomendação diária é de 2 a 4 colheres (sopa), o equivalente a meia concha, mas o alimento deve ser evitado por quem sofre de doenças como artrite, reumatismo e hepatite. Também não é indicado a pessoas com dificuldades digestivas, podendo ocorrer flatulência.

MAÇA

A fruta é indicada para auxiliar no combate a depressão porque é rica em ácido fólico. Além disso, é fonte de vitamina C, e por isso ajuda a eliminar o estresse, a dar mais energia e melhorar o funcionamento do sistema nervoso. É recomendado o consumo de uma unidade por dia, mas a maça deve ser evitada por aqueles que têm constipação intestinal.

OVO

Possui nutrientes com propriedades funcionais e, devido ao alto valor nutricional, sua inclusão é recomendada como parte de uma dieta balanceada. Além dos ácidos graxos presentes em sua composição, a colina é um nutriente expressivo, que turbina o cérebro, preservando a memória e favorecendo o humor. Pesquisas apontam o ovo como um alimento universal e com efeito protetor do organismo, graças a sua bagagem de substâncias antioxidantes, como vitaminas e minerais, que atuam no metabolismo celular. No entanto, deve ser evitado por quem sofre com taxas elevadas de LDL, o mau colesterol.

PÃO INTEGRAL

Rico em fibras, libera energia gradual, que favorece o bom humor e ainda regula o intestino, o que leva a melhor disposição e controle do estresse. Possui vitamina B1, importante para a nutrição celular e funcionamento dos músculos e do sistema nervoso; vitamina B2, essencial para o metabolismo; e vitamina E, que previne peroxidações (deterioração dos ácidos graxos poli-insaturados) e o envelhecimento. Se consumido moderadamente, não existem contraindicações.

REPOLHO

Rico em vitamina B6 e ácido fólico (mais presente na versão branca do que na roxa), o consumo do repolho mantém os níveis dos neurotransmissores – substâncias químicas que permitem que as células nervosas se comuniquem e funcionem corretamente -, auxiliam na digestão dos alimentos e no combate à depressão. Assim como a couve, sua ingestão pode ser feita entre as cinco porções diárias recomendadas. Não há contraindicações.

Deixe o seu comentário!