Azeite de Canola: Diminui o Excesso de Gordura Abdominal

O azeite de canola diminui o excesso de gordura abdominal, segundo um estudo da Universidade Estatal da Pensilvânia (EUA) que demonstrou por meio de pesquisas científicas que introduzir o azeite de canola nas refeições e em dietas equilibradas, podem ajudar e muito a reduzir a gordura localizada na área abdominal.

De acordo com os resultados da pesquisa, o uso do azeite de canola pode diminuir o excesso deste tipo de gordura em até quatro semanas.

Seja visceral ou abdominal, a presença de gorduras em nosso corpo vai aumentando gradualmente o perigo de termos doenças cardiovasculares, síndromes metabólicas e até diabetes do tipo 2. Segundo Penny Kris-Etherton, professora de Nutrição da Universidade Estatal da Pensilvânia, as gorduras monossaturadas do azeite de canola conseguem reduzir a gordura que afeta diretamente a saúde e, especificamente, a gordura que sobressai no abdômen.

Este tipo peculiar de azeite é extraído das sementes de uma planta oleaginosa da família das brassicas, com belíssimas e chamativas flores amarelas, chamada colza (ou também, como é mais conhecida, couve-nabiça). O azeite de canola auxilia no emagrecimento porque ele conta com um elevado conteúdo de ácidos graxos insaturados, monoinsaturados e poli-insaturados, ômega 3 e ômega 6, assim como vitaminas que, além de ajudar a perder peso, trazem suavidade e hidratação do cabelo e pele.

No estudo americano, os pesquisadores testaram a introdução do azeite de canola na dieta de um grupo de 101 indivíduos durante um mês. Passado o tempo de teste, eles puderam observar que os participantes que haviam consumido o azeite de canola contavam com uma média de 113 gramas a menos de gordura a abdominal em relação ao início da pesquisa e antes dos participantes ingerirem o azeite.

Durante as investigações, os cientistas deram aos voluntários da pesquisa uma quantidade de azeite de canola de acordo com as necessidades específicas de cada um deles e de acordo com o IMC. Por exemplo, um indivíduo com uma dieta de 3.000 calorias recebia aproximadamente 60 gramas de azeite de canola durante o dia, ou seja, 18% da energia necessária para uma rotina diária.

Ainda que outros estudos precisam ser feitos, a pesquisadora Kris-Etherton destaca que o uso especifico deste tipo de azeite na redução de gordura abdominal só é possível a partir de uma mistura entre exercícios e boa alimentação.

Deixe um comentário