Doenças que causam o ganho de peso

O ganho de peso vai muito além de falta de vontade ou falta de estima, existem doenças que cooperam para o ganho de peso repentino e também dificultam a perda de peso para aqueles que já fazem dieta e exercícios físicos.

O fato é que a partir dos 30 anos de idade tanto o homem quanto a mulher ambos necessitam fazer anualmente um check up, procurar um especialista e fazer uma bateria de exames para acompanhar a saúde, principalmente por conta de doenças hereditárias e excesso de peso.

O excesso de peso pode desencadear doenças e existem doenças que contribuem para o ganho de peso.

Conheça agora algumas doenças e ações cotidianas que podem ser os causadores da sua dificuldade de perder peso.

HIPOTIREOIDISMO

É uma disfunção na tireoide (glândula que regula órgãos importantes do nosso organismo), que se caracteriza pela queda na produção dos hormônios T3 e T4. Pode acometer em adultos, crianças e até mesmo recém-nascidos. Em recém-nascido é possível diagnosticá-lo pelo teste do Pezinho que é realizado na triagem neonatal.

Caso o hipotireoidismo não for devidamente tratado, pode comprometer o desempenho físico e mental, elevar os níveis de colesterol e aumentar a probabilidade de problemas cardíacos.

Os sintomas são intestino preso, menstruação irregular, falhas de memória, cansaço excessivo, dores musculares, pele seca, queda no cabelo, desaceleração nos batimentos cardíacos, depressão, ganho de peso, dificuldade de eliminar peso.

SÍNDROME DOS OVÁRIOS POLICÍSTICOS

A Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) desregula os hormônios LH, FSH, Estrógeno, Progesterona e Testosterona e também interfere no funcionamento da insulina o que é muito ruim, pois quanto mais insulina no nosso organismo, sentiremos mais necessidade de comer e mais energia armazenada na célula de gordura abdominal.

Os sintomas são irregularidade menstrual, aumento de pelos corporais e dificuldade de emagrecer, aparecimento de acne e pelos no rosto e em lugares onde mulheres geralmente não têm e pele oleosa.

Atinge 75% de mulheres ainda jovens e a preocupação maior é por estar comprovadamente associada com o maior risco para desenvolver de outras doenças como câncer, ataque cardíaco e diabetes.

INSÔNIA

Ausência de sono é dos fatores que dificulta o emagrecimento e favorece o ganho de peso. Quando não dormimos o suficiente para recuperação e descanso do nosso organismo rapidamente os níveis do hormônio chamado Leptina diminuem e aumenta os níveis do hormônio Ghrelina, essa oscilação dos hormônios nos causa sensação maior de fome a qualquer hora do dia.

A melatonina é outro hormônio muito importante que nos induz ao sono, mas quando está baixo interfere não só na qualidade do sono, mas também na queima de gordura.

Estudos indicam que quando se dorme entre 7 e 8 horas por noite, há menor índice de obesidade, principalmente no grupo de crianças e adolescentes. 

ESTRESSE

Atualmente a rotina diária tantos dos homens quanto das mulheres e crianças inevitavelmente é muito corrida independente da classe social a vida moderna nos exige que sejamos polivalentes e multifuncionais em todos os turnos pelo menos cinco vezes na semana nosso tempo é cronometrado.

Essa demanda nos desgasta fisicamente e emocionalmente, tornando muitas vezes a comida uma fonte de energia ou mesmo uma válvula de escape para nos acalmar ou gerar aquela sensação de bem estar e esse efeito prazeroso, porém passageiro e viciante é gerado pelo aumento dos níveis de serotonina ao ingerirmos doces, massas e frituras, atrapalhando qualquer tentativa de emagrecimento.

E não basta apenas conscientizar que você está estressado é preciso fazer algo para combater e para isso procure práticas esportivas que você se identifica, procure técnicas de relaxamento, terapias, exercícios respiratórios e em ultimo caso se for necessário e prescrito pelo médico faça uso de medicamentos. Mas acredite, qualquer prática esportiva é capaz de produzir níveis altíssimos dos hormônios da felicidade (serotonina e endorfina).

Vá ao médico uma vez ao ano e pratique seu esporte favorito pelo menos 2 vezes na semana e você vai com certeza alcançar uma qualidade de vida física, mental e sentimental sem precisar de medicações.

O segredo é uma alimentação saudável aliada com hábitos saudáveis e cuidado e acompanhamento da sua saúde regularmente. Tenha constância e os resultados perduraram trazendo controle do seu peso, saúde e bem estar à sua vida! 

Caro leitor(a) sua participação é muito importante para nós, nos deixe seu comentário e opinião, curta e compartilhe em suas redes sociais!

Deixe um comentário