Índice glicêmico revelado

Índice glicêmico revelado
Índice glicêmico revelado

Como funciona o Índice glicêmico revelado e porque é importante entende-lo para controlar a doença.

emagrecer

É esse fator que mede a velocidade com que o açúcar, presente nos alimentos fontes de carboidratos, chega à corrente sanguínea e eleva o índice de glicemia. Dependendo do alimento, os níveis sobem mais rápido ou um pouco mais devagar. A escolha do carboidrato pode ajudar no controle da glicemia, levando em consideração o índice glicêmico dos alimentos.

Os carboidratos, após a ingestão, entram na corrente sanguínea com diferentes velocidades e desta forma podemos classificá-los em dois grupos: os de índice glicêmico baixo e os de índice glicêmico alto. Quanto maiores os níveis de glicemia no sangue, maior será a secreção de insulina pelo pâncreas, hormônio responsável por transportar glicose até as células. Índice glicêmico revelado.

Como medir os índices?

O índice glicêmico (IG) é influenciado por fatores como maturidade do alimento, quantidade de fibras e gordura, alimentos ingerido juntos etc. Os carboidratos com IG baixo, menor que 60, atingem a corrente sanguínea de forma lenta e contínua, mantendo a glicemia estabilizada. São aqueles ricos em fibras e gorduras boas. Já os carboidratos com IG elevado, maior que 85, chegam rapidamente à corrente sanguínea, elevando a glicemia. São alimentos ricos em açúcares e produtos refinados.

Leia também:
Como Previnir o Diabetes

Carboidratos complexo e simples: Entenda o que é

Há estudos que indicam que uma alimentação rica em carboidratos possa ser uma das causas do aparecimento do diabetes tipo 2. O que se sabe é que para controlar a doença é preciso seguir uma específica e balanceada, devendo substituir os alimentos com carboidratos simples pelos carboidratos complexos.

Veja por quê: Os carboidratos simples são compostos de moléculas pequenas e são digeridos e absorvidos com facilidade no processo de digestão. Por isso, os níveis glicêmicos se elevam rapidamente. Esse grupo inclui as farinhas brancas refinadas, açúcares simples, pão branco, massas comuns, arroz branco e batata.

Os carboidratos complexos são compostos por moléculas maiores, por isso sua digestão é mais lenta, retardando o esvaziamento gástrico. Consequentemente a absorção é demorada, fazendo com que os níveis de glicemia não tenham picos. Esse grupo inclui os pães, cereais e farinhas integrais. Aproveite e conheça o Programa Diabetes Controlada do Dr. Rocha e comece a controlar sua Diabetes naturalmente e sem efeitos colaterais.

Conheça a lista dos alimentos com baixo, médio e alto índice glicêmico:

Baixo IG: Ameixa, Cereja, Damasco, Ervilha seca, Grão-de-bico, Iogurte, Lentilha, Maçã, Nozes, Pera e amendoim.

Médio IG: Avelã, Arroz branco e integral, batata-doce, cenoura, Banana, Chocolate, Macarrão, Feijão, Manga, Pipoca e Inhame.

Alto IG: Batata, Bolo, Biscoito, Cookies, Flocos de milho, Fubá, Mandioca, Mel, Sacarose, Pão branco, Tapioca e Melancia.