Leptina: como estimular para perder gordura naturalmente

A leptina é um hormônio que está envolvido no controle do apetite, em particular, na sensação de saciedade, mas também na regulação de nossas reservas de gordura, e no aumento do gasto calórico.

Leptina: Como Estimular Para Perder Gordura Naturalmente

A leptina é produzida pelas células de gordura do corpo, e muitas vezes referida como “hormônio da saciedade” ou “hormônio da fome“. O papel principal da leptina é no cérebro, em particular uma área chamada hipotálamo.

emagrecer

A leptina é responsável em dizer ao cérebro que temos gordura armazenada suficiente, e não precisamos mas comer, e podemos queimar calorias em um ritmo normal.

Ela também tem muitas outras funções relacionadas com a fertilidade, a imunidade, a função cerebral e outros.

No entanto, o principal papel da leptina é a regulação do balanço de energia, a quantidade de calorias que ingerimos e gastamos, e a quantidade de gordura que armazenamos em nossos corpos.

O excesso de leptina diz ao cérebro que temos uma grande quantidade de gordura armazenada, enquanto baixos níveis de leptina diz ao cérebro que os níveis de gordura armazena são baixos e estamos em perigo de morrer de fome.

Resistência a leptina pode ser a causa da obesidade

As pessoas obesas têm uma grande quantidade de gordura no corpo, logo, também têm altos níveis de leptina. O que acontece é que, por causa do excesso de gordura corporal, desenvolve-se uma resistência à leptina.

Que portanto, não é capaz de se comunicar corretamente com o cérebro e enviar mensagens de forma eficaz. Assim, quanto maior a gordura na pessoa, menor a eficácia do hormônio da saciedade.

O que causa a resistência à leptina?

Vários mecanismos celulares podem causar a resistência à leptina. Estes incluem:

Inflamação
O sinais de inflamação no hipotálamo é provavelmente uma das causas principais de resistência à leptina em animais e seres humanos.

Excesso de ácidos graxos
Os ácidos graxos em excesso no sangue, pode aumentar o metabolismo de gordura no cérebro e interferir com a sinalização da leptina.

Altos níveis de leptina
Ter altos níveis de leptina parece causar resistência à leptina. Quase todos esses fatores são o aumento da obesidade.

Alimentos que aumentam a leptina

Comer alimentos que equilibram os níveis de leptina podem ajudar a restaurar a sensibilidade a esse hormônio e melhorar os sinais enviados ao cérebro.

Comer proteína no café da manhã pode ser útil em restaurar a sensibilidade à leptina, bem como alimentos ricos em fibras e vegetais de folhas verdes. Também é importante evitar alimentos ricos em calorias vazias e gorduras ruins.

Outro aspecto importante na alimentação é comer pequenas refeições frequentes, em vez de grandes quantidades de comida poucas vezes dia, a fim de acelerar o metabolismo.

As porções deve ser de baixo teor calórico e os lanches devem ser saudáveis, tais como iogurte, fruta, frutos secos, salada, cereais e assim por diante. Frutas e vegetais frescos proporcionam uma boa fonte de energia e são alimentos de baixa caloria, então você pode comer várias vezes ao dia.

Substituir carboidratos simples por complexos, tais como cereais integrais, arroz integral, pão integral e massas integrais. Esses contribuem para uma libertação de insulina lenta e regular durante o dia.

Isto é importante para manter uma taxa constante e saudável de glicose no sangue, evitando uma libertação excessiva de insulina e redução nos níveis de açúcar, com inevitáveis consequências negativas sobre o apetite e, assim, sobre o peso corporal.

Comer alimentos de baixo teor de gordura é importante, mas é igualmente importante escolher alimentos que contêm gorduras boas. Uma vez que o nosso corpo necessita dessas gorduras para funcionar corretamente e para gerar energia.

Os alimentos que contêm gorduras saudáveis ​​como omega 3 são, por exemplo, os óleos vegetais, nozes, amendoins, amêndoas, sementes de linho (preferencialmente esmagado), sementes de chia, sementes de girassol e outras sementes oleaginosas, peixes gordos não ( mais do que duas vezes por semana) como a cavala e salmão.

Deixe o seu comentário!