Noivarexia: Veja 3 Dicas para Evitar

Noivarexia já ouviu falar? Aliada muitas vezes à TPM, a TPC (ou tensão pré-casamento) pode não existir como termo médico, mas que ela existe na vida de noivas que estão planejando se casar… Ah, convenhamos: ela existe e muito!

Só quem passou por este processo de perto ou auxiliou alguma amiga nos preparativos do casamento, por exemplo, sabe quantas horas são necessárias para organizar a festa, optar pelo melhor buffet, contratar serviços, selecionar as músicas, enviar convites e, finalmente, escolher o melhor vestido que irá marcar aquela que será uma das noites mais especial – e tensa – da vida de uma mulher.

É justamente na hora de escolher o vestuário que muitas noivas se dão conta de que necessitam talvez perder alguns quilos aqui e acolá para completar a alegria da festa chegando no casamento com o melhor vestido na melhor forma física. Dietas malucas nocivas à saúde, privação de alimentação e tantas outras coisas não indicadas são as primeiras escolhas de algumas noivas.

Todavia, vale alertar, mais do que ajudar no processo de emagrecimento, atitudes radicais de perda de peso podem trazer problemas que certamente irão perdurar para além da noite do “sim!”, das núpcias e da vida a dois.

Estamos falando da Brideoroxia (uma mistura de termos como “bride” (noiva) ao sufixo -oroxia muito presente em outros transtornos alimentares como anorexia, por exemplo). O termo, ainda sem uma forma abrasileirada, mas que podemos livremente discutir também como Noivarexia, pode parecer exagerado e até parte de modismos de termos que de tempos em tempos ganham as páginas dos jornais e redes sociais. Engana-se quem pensa sim, minha cara noiva.

Transtornos alimentares ≠ Perda de peso com saúde

De acordo com a National Library of Medicine transtornos alimentares são problemas graves de comportamento, o que implica que a pessoa não se alimenta o suficiente para se manter saudável e, depois de comer, logo em seguida, não consegue manter-se alimentado e inicia assim o processo de remoção por meio de vômitos ou uso de laxantes.

Os distúrbios mais comuns são anorexia nervosa, bulimia nervosa e a compulsão por comer. A partir dessas classificações, têm surgido outras tipificações como vários outros elementos como a “alcoolrexia” (drunkorexia) relacionada às pessoas que evitam comer e obter calorias trocando refeições por bebidas alcóolicas.

A “potomania” é outro distúrbio descrito a partir de pessoas que bebem vários litros de água durante o dia, a fim de encher o estômago e evitar comer; e ainda a “ortorexia” que é identificada como a obsessão pela alimentação saudável (só que não) e a ingestão de nutrientes excessivamente limitantes e privativos.

A Noivorexia pode estragar os seus planos do casamento perfeito

A Noivorexia não é uma invenção que surgiu ontem ou foi criada com a intenção pura e simples de amedrontar noivas que se preparam para casar. Ela, que já foi assunto até de matérias jornalísticas no Brasil, como a apresentada no Fantástico em 2011, parece ter sido um pouco esquecida pelas pessoas.

Todavia, mesmo não assunto da pauta do dia, ela certamente continua presente e muito na vida atribulada de noivas que estão prestes a se casar. Ela refere-se basicamente à preocupação obsessiva de uma noiva querer ter o dia perfeito de seu casamento ligado à uma pressão de perder peso (muito e em pouquíssimo tempo) para, finalmente, é o pensamento, apresentar-se de maneira digna ao restante de todos os preparativos do casório.

Enquanto o ideal é comer saudável e exercício físico, muitas vezes o tempo joga contra eles e acabam usando dietas líquidas, laxantes, consumo excessivo de água, vômitos e fumar como um supressor do apetite. O que você prefere: ter a melhor de suas noites, de modo saudável e feliz, dentro de uma igreja, em um lual ou outro lugar ou passar vários dias em hospitais se tratando por transtornos que afetam a vida e não só a noite do casamento perfeito?

O vestido dos sonhos é importante, mas a estrela da noite é você

Seria incomum não ouvir qualquer noiva dizem que pediu seu vestido em um tamanho menor que o usual apenas com a obrigação de que para entrar nele e brilhar nesse dia, será necessária uma espécie de autopunição a partir de sessões de perda de peso radicais.

Pessoas ao redor da noiva têm um papel fundamental em deixá-la segura emocionalmente e não em estimular o processo de emagrecimento sem cuidados com a saúde. É o que diz o psicólogo e vice-presidente da Sociedade Chilena de Psicologia Clínica, Giorgio Agostini, acerca do assunto.

Ao completar, o estudioso observa que a Noivorexia não é propriamente vista como uma doença logo no início, como tal, mas está mais próxima de situações de tensão que são características antes de um evento que significa passar à outra fase da vida. Tome cuidado com dicas sempre voltadas ao corpo perfeccionista: nada mais triste que uma noiva doente no dia do seu próprio casamento, concorda?

Dica bônus: converse com ele ou ela

Neste sentido, para reduzir os níveis de ansiedade, tente conversar livremente com os amigos que são casados, de modo que eles vão dizer as suas experiências e ver o que outros já sentiram sensações e medos parecidos com o seu durante a preparação do casamento.

E não deixe de discutir: por que Noivarexia atinge mais mulheres do que homens? Seus amigos noivos não sentiram tanta pressão para emagrecer? Aliás, seu noivo está sentido a mesma pressão que você para entrar no terno dele? Você vai ver que o o machismo também faz parte, mesmo que sutilmente, da Noivarexia, infelizmente.

Também é importante a atividade física, esporte que libera endorfinas que ajudam a sentir a felicidade e sensação de bem-estar antes, durante e depois da festa do grande dia. E, talvez o mais importante, converse com seu noivo ou noiva para que seu companheiro ou companheira saiba o que você está sentindo, porque muitas vezes ele ou ela não sabe ou não está ciente do estresse que a noiva está sofrendo diariamente.

Deixe um comentário