Nutricionista de Harvard afirma que a melhor sobremesa do mundo tem apenas 3 ingredientes

E sabe qual a melhor parte disso? O chocolate faz parte desta saud√°vel sobremesa

Imagine aquela t√≠pica cena onde voc√™, ap√≥s um almo√ßo ou jantar, pede o card√°pio e n√£o consegue escolher uma sobremesa j√° que s√£o tantas as op√ß√Ķes que o restaurante apresenta que voc√™ sequer sabe por onde come√ßar. Ou mesmo estando em casa, quando surge aquele desejo de comer algo ‚Äúdiferente‚ÄĚ e doce ap√≥s a refei√ß√£o e voc√™ pensa duas, tr√™s, quatro vezes sobre o que fazer at√© se dar conta de que ou n√£o tem todos os ingredientes necess√°rios para aquela sobremesa perfeita ou, como tamb√©m pode acontecer, n√£o tem a coragem necess√°ria para preparar algo que seja extremamente elaborado.

Nutricionista De Harvard Afirma Que A Melhor Sobremesa Do Mundo Tem Apenas 3 Ingredientes

E se você descobrisse que a melhor sobremesa do mundo estivesse à sua escolha a partir de apenas três ingredientes facilmente combináveis? Melhor ainda: e se entre esses três ingredientes, saudáveis e encontrados em quase todos os supermercados, estivesse um delicioso e tentador chocolate.

Isso √© o que prop√Ķe Walter Willet, nutricionista da Escola de Sa√ļde P√ļblica da Universidade de Harvard, ao apresentar o chocolate amargo, as frutas e as frutas secas (como as nozes) como os tr√™s ingredientes fundamentais para uma sobremesa a quem deseja aliar o prazer de comer aliado √† qualidade de vida trazida por alimentos saud√°veis.

emagrecer

Chamados por ele de ‚ÄúOs Tr√™s Prazeres‚ÄĚ, estes alimentos substituem a maioria das sobremesas servidas nos mais variados estabelecimentos ‚Äď ou at√© mesmo dentro dos lares ‚Äď que comumente s√£o oriundas de produtos aliment√≠cios muito nocivos √† sa√ļde humana como as farinhas refinadas, os a√ß√ļcares, a gordura saturada e sobrecarregados de carboidratos em excesso.

Al√©m de comer sem culpa esta sobremesa, o nutricionista ainda discute, no artigo ‚ÄúRethink Dissert‚ÄĚ (‚ÄúRepensando a Sobremesa‚ÄĚ), da revista ‚ÄúNational Geographic‚ÄĚ, que as frutas ‚Äúoferecem vitaminas e minerais que ajudam a proteger as enfermidades card√≠acas e at√© mesmo o diabetes‚ÄĚ. E, ao falar das frutas secas e do chocolate amargo, Willet ainda ressalta que esta combina√ß√£o n√£o s√≥ mant√©m o agrad√°vel sabor dificilmente encontrado em dietas que cortam por completo a sobremesa, como tamb√©m s√£o importantes √† sa√ļde j√° que os flavonoides encontrados nestes alimentos ‚Äúreduzem modestamente a press√£o arterial e a resist√™ncia √† insulina‚ÄĚ.

Aos que n√£o dispensam uma boa bebida durante o jantar ou almo√ßo e inclusive no fim da refei√ß√£o como acompanhante da sobremesa, a dica dada por Willet mant√©m-se saud√°vel e tamb√©m prazerosa: uma boa e justa ta√ßa de vinho do Porto. Tamb√©m dotado de flavonoides, o vinho, desde que bebido com modera√ß√£o, traz poderosas propriedades antioxidantes (atribu√≠das aos polifen√≥is) que evitam a oxida√ß√£o das c√©lulas do corpo, fornecendo assim uma melhoria na circula√ß√£o e na sa√ļde cardiovascular, tendo benef√≠cios at√© mesmo no rejuvenescimento da pele.

Com o intuito de mobilizar as pessoas a ter refei√ß√Ķes mais saud√°veis, o nutricionista de Harvard ainda criou a hashtag #3ForDessert nas redes sociais para que os internautas pudessem compartilhar fotos e receitas com as mais variadas combina√ß√Ķes e misturas destes alimentos nas sobremesas cotidianas. Numa r√°pida busca por redes como Instagram, Twitter e Facebook √© poss√≠vel ver que o engajamento das pessoas √† campanha #3ForDessert tem aumentado cada dia mais pelo alto √ļmero de publica√ß√Ķes com fotos, coment√°rios e outras dicas de receitais desde julho deste ano at√© o momento.

A meta, segundo Willet, √© fazer com que as pessoas comecem a pedir mais sobremesas com os tr√™s ingredientes em restaurantes e, desse modo, estimularem a presen√ßa destes alimentos no lugar de outros considerados prejudiciais √† sa√ļde. ‚ÄúSe um grande n√ļmero de pessoas pedirem ‚ÄúOs Tr√™s Prazeres‚ÄĚ, vamos come√ßar a ver isso como algo normal e eles ser√£o parte fixa dos menus‚ÄĚ, comenta o nutricionista. E assim, quem sabe, a d√ļvida entre o que escolher para se deliciar ao fim de uma refei√ß√£o possa permanecer, mas dessa vez que ela possa estar na indecis√£o do que comer nas quase infinitas combina√ß√Ķes poss√≠veis entre os tr√™s ingredientes e n√£o mais na avassaladora quantidade de sobremesas nada saud√°veis.

Deixe o seu coment√°rio!