O verão está chegando! Veja 3 maneiras saudáveis de emagrecer

Com altas temperaturas já anunciado que o verão virá com tudo, muitas pessoas começam a ter uma preocupação que não se limita somente com os cuidados da pele, protetor solar ou hidratação. A preocupação tem nome e sobrenome: emagrecer com saúde. E, como não há receita mágica, a maioria das pessoas que tentam perder peso precisam provar mais de uma alternativa que se adapte ao seu corpo, à sua rotina, às suas limitações e potenciais de queimar caloria.

O Verão Está Chegando! Veja 3 Maneiras Saudáveis De Emagrecer

Como conseguir ter o mínimo de disciplina e iniciar a luta contra a balança? A saída está na alimentação? É preciso ser radical? Precisa de muito tempo para se exercitar? Por onde começar? Todas as dietas são confiáveis? É necessário mudar o estilo de vida? Quantas perguntas não é mesmo?!
Por isso, para te ajudar a arrasar nesse verão e queimar as calorias de vez, nós separamos 4 maneiras saudáveis que vão te ajudar a emagrecer:

1. O princípio básico: o déficit calórico

Ainda que existam diferentes dietas e planos de emagrecimento focados em metas pessoais e em condições específicas para cada indivíduo, o princípio básico que está por trás de tudo isso é único: o déficit calórico. O nome deste princípio, traduzindo para termos mais simples, diz respeito a gastar mais calorias do que as consumir. A fórmula é básica: para perder peso é preciso ingerir menos alimentação calórica e queimar muito mais calorias no dia a dia.

emagrecer

Uma mostra da importância do déficit calórico pode ser vista nos números envolvidos no emagrecimento: para perder meio quilo (0,5 kg), por exemplo, é necessário um déficit calórico de pelo menos 3.500 a 4.000 calorias (kcal). Desse modo, ao longo de uma semana o ritmo de queima se dá num déficit calórico de aproximadamente 500 kcal ao dia (e, vale ressaltar, o recomendado e aceitado como perda de peso saudável é justamente o emagrecimento de 0,5 kg a 1 kg semanais a uma pessoa com sobrepeso). E, assim, quanto mais equilibrada a relação “ingestão” e “gasto” de calorias, mais fácil será emagrecer e manter-se a longo prazo no peso recomendado ao seu IMC (índice de massa corporal).

2. Esportes: quando praticar mais é melhor do que apenas assistir

Sentar no sofá, beber a tradicional cerveja e ficar comendo algumas (muitas!) besteirinhas enquanto passa aquele jogo imperdível do seu time ou atleta(s) preferido(s) pode ser uma cena corriqueira na vida de muita gente… Seria correto dizer que, por cima, algumas pessoas passam pelo menos mais de uma hora da semana vendo seus esportes prediletos na TV, na web e em outras plataformas. Mas para quem quer perder peso e mudar o estilo de vida para ter mais qualidade e saúde, bem, essa não é a opção mais desejável, concorda?

Assim, mudar o “controle remoto” da sua vida para a prática de esportes é a melhor forma de queimar caloria e se preparar para o verão. A prática de esportes, preferencialmente acompanhada da instrução inicias de profissionais qualificados e educadores físicos, ainda que apenas duas ou três sessões de meia hora por semana, podem trazer diferenças relevantes na forma como um ocioso transforma sua rotina.

Aplicativos e tutoriais de vídeos podem ser uma ajuda no aprendizado de novas práticas esportivas e de movimentação do corpo. Vários esportes olímpicos, por exemplo, queimam acima de 300 kcal com, acredite, só 30 minutos de esforços! A diferença entre você e o atleta olímpico, além da preparação específica que ele recebe, está na natureza da prática esportiva: enquanto para ele é necessário competir e ganhar, para você o que basta é manter-se pró-ativo e ainda se divertir praticando atividades físicas que certamente vão te ajudar a perder peso e trazer benefícios a curto, médio e longo prazo à saúde.

3. A hora das refeições no trabalho: dê um tempo para você, saia da frente do PC

Mesmo que nossas mães, da infância à vida adulta, insistam em falar que “hora de comer é hora sagrada”, ainda assim, é comum ver pessoas que em casa ou no trabalho (apesar de isso ocorrer com mais frequência no trabalho) não dão o devido tempo às refeições fundamentais. Seja o tempo necessário para a mastigação correta, seja o tempo para a digestão, seja o tempo para dar “tempo” ao metabolismo e assim se sentir saciado e com a estamina recomposta.

Durante o trabalho – especialmente os ligados aos escritórios – não é raro comermos na frente do computador com o objetivo de ir terminando um relatório, ir editando um texto ou ajustando aquela planilha de custos que teima sair da formatação. E ainda que seja certo que o corpo queima calorias inclusive enquanto está em repouso, sentado à frente do PC, ainda assim, o ritmo desta perda calórica é muito pequeno. E o pior: atrapalha o metabolismo da digestão dos alimentos.

Um estudo de 2011, chamado “Compêndio da Atividade Física”, publicado pela American College of Sport Medicine (Indiana, EUA), traz dados interessantes sobre o emagrecimento e o índice metabólico em aproximadamente 750 distintas atividades esportivas e físicas. Nesta publicação é possível ver que uma pessoa de 70-75 kg, calculando a média estimada de perda de peso em 30 min. sentado à frente do computador e escrevendo no teclado enquanto se alimenta, perde míseras 45 calorias.

Ou seja: melhor do que aliar uma atividade (fazer sua refeição) à outra (trabalhar em frente ao PC), é poder comer tranquilamente e depois de um tempo sair para caminhar ali mesmo no trabalho. Em outros termos, dando um passeio rápido também de 30 min., uma pessoa de 70-75 kg consegue criar um déficit calórico de quase 150 calorias. Logo, almoce bem e tranquilamente, afaste-se da frente do computador e depois se exercite levemente. Seu trabalho irá fluir melhor, seu corpo agradecerá e o verão será ainda mais maravilhoso com o peso em dia!

Deixe o seu comentário!