Pressão alta – Causas, Sintomas e Prevenção

Pressão alta – Causas, Sintomas e Prevenção
Pressão alta – Causas, Sintomas e Prevenção

Problema comum e perigoso que afeta grande parte da população mundial, especialmente adultos e pessoas da terceira idade, caracteriza-se pela elevada pressão sanguínea dentro das artérias. Quando é bombeado com muita intensidade pelo coração, o sangue exerce força exagerada contra as paredes das artérias, obrigando-as a expandir-se mais do que o normal.

emagrecer

A hipertensão ou pressão alta pode levar a diversas complicações, como lesões nos rins ou no fígado, derrame e infarto. As causas podem ser hereditárias, mas alguns fatores externos ajudam a agravar o quadro, como obesidade, estresse, sedentarismo, tabagismo e ingestão excessiva de bebidas alcoólicas e sal.

Os sintomas da pressão alta são difíceis de detectar. Podem aparecer dores de cabeça, náusea, vômito e tonturas. Por isso, é recomendável medir a pressão pelo menos uma vez por ano ou sempre que esses problemas ocorrerem. Em pessoas com mais de 18 anos, pressão até 120/80 mmHg (milímetros de mercúrio) é considerada normal. Valores acima de 140/90 mmHg já caracterizam pressão alta.

Conheça as Causas, Sintomas e Prevenção da Pressão alta

Principais Causas da pressão alta

  • Hereditárias
  • Obesidade
  • Estresse
  • Sedentarismo
  • Tabagismo
  • Ingestão de Bebida alcoólicas
  • Consumo excessivo de sal

Principais Sintomas da pressão alta

  • Dores de cabeça
  • Náuseas
  • Vômito
  • Tonturas

Prevenção

A pressão alta não tem cura, mas pode ser controlada por meio de uma dieta adequada.

  • Reduzir o consumo de sal. Dar preferência a temperos naturais como limão, cebola, alho e cheiro-verde.
  • Evitar alimentos enlatados e produtos industrializados em geral, pois possuem muito sódio.
  • Limitar o consumo de manteiga, carnes gordurosas e embutidos (salame, mortadela, presunto, linguiças).
  • Dar preferência a leite e derivados desnatados.
  • Comer alho, vegetais frescos, frutas, cereais integrais e leguminosas.
  • Manter o peso sob controle é fundamental para reduzir os riscos da hipertensão arterial. Por isso, além de dieta equilibrada, é necessário praticar atividades físicas.
  • Eliminar o consumo de cigarro e de bebidas alcoólicas.
  • Verificar a pressão arterial pelo menos uma vez por ano. Isso vale até para quem aparentemente não tenha problemas.
  • Manter acompanhamento com médico e nutricionista é essencial para que o hipertenso possa levar uma vida normal.
  • Não utilizar remédios sem indicação médica.