Wiki da Saúde

Os desafios da obesidade no mundo

De acordo com a classificação da OMS, um adulto está acima do peso quando seu IMC está entre 25 e 30, e ele é obeso se seu IMC for igual ou superior a 30.

Imagem ilustrativa de Obesidade no mundo

A cada ano, a obesidade continua sendo um desafio de médicos e governantes em todo o mundo, especialmente pelos altos índices registrados não somente no mundo Ocidental, mas também no Oriente.

Por isso, a comunidade médica continua na discussão em como enfrentar os desafios da obesidade no mundo de forma mais prática, de modo a evitar a expansão em cadeia de doenças relacionadas ao tema.

O cenário é desafiador e altamente preocupante. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde, estima que cerca de 2,3 bilhões de crianças e adultos já estejam acima do peso, batendo na casa dos poucos mais de 30% da população mundial.

Destes, mais de 700 milhões já possuem o quadro de obesidade, com o índice de massa corpórea (IMC) acima de 30.

Se pensarmos, por um momento, em nosso país, a situação é quase desesperadora. Só por aqui, mais da metade da população está acima do peso ideal e 1 em cada 5 brasileiros convive com os problemas decorrentes do excesso de gordura, sendo praticamente um drama para milhões de pessoas.

Obesidade Infantil

Nem as crianças estão sendo poupadas disso. Cerca de 13% das crianças entre 5 a 9 anos, em plena fase de crescimento, e 7% de adolescentes na faixa etária dos 12 a 17 anos já se encontram obesas. 

As consequências são profundas para a saúde, com a necessidade de acompanhamento médico constante e, em algumas vezes, permanente e também no aspecto psicológico, com o bullying e a depressão em estágios mais profundos.

Até por conta deste quadro, os desafios da obesidade no mundo são enormes e necessitam constantemente de ações de todos os atores envolvidos: sociedade, estados e organizações da saúde.

Os desafios da obesidade do mundo

Por mais que os desafios possam ser considerados em certos pontos intransponíveis, a participação da sociedade em geral é fundamental de modo a diminuir o cenário da obesidade em todos os países. Os principais desafios são:

  • Estimular a atividade física de forma permanente e constante em toda a população mundial, especialmente para quem já está neste quadro de obesidade;
  • Orientar sobre a necessidade de uma alimentação saudável e nutritiva com a combinação de frutas, legumes, verduras e etc.

Porém, mesmo com todas as orientações que já são conhecidas e até batidas, a rotina diária e o constante aumento do stress diário são complicadores e que reforçam os problemas atuais.

O sedentarismo está crescendo diariamente, assim como os problemas de saúde provocados pela má alimentação, com o uso excessivo do fast food nas grandes cidades.

Para os próximos anos, espera-se que o poder público se una com as organizações de saúde de forma mais enfática para que os desafios da obesidade no mundo possam ser enfrentados mais de frente.

Assim, o que se busca é evitar que mais pessoas fiquem acima do peso e a obesidade se torne mais do que uma doença, mas uma pandemia de forma global com efeitos tão profundos como os que vimos na pandemia da COVID-19.