Wiki da Saúde

Açúcar ou gordura, qual é o pior para a saúde?

Muita gordura ou muito açúcar, o que você acha que é pior? Não é fácil decidir quando sabemos que um é responsável pelas doenças cardiovasculares e o outro é uma das causas do diabetes.

Imagem ilustrativa de Açúcar ou gordura

Como dificilmente podemos ficar sem essas substâncias (estamos falando aqui das gorduras ruins e do açúcar industrial), pelo menos uma vez na vida, é interessante saber qual das duas faz menos mal à saúde: gordura ou açúcar?

Gordura vs Açúcar: o que diz a ciência

Dois médicos britânicos, Chris e Xand Van Tulleken, conduziram a investigação brincando de cobaias, seguidos por câmeras da BBC. Sendo gêmeos, com os mesmos genes, o mesmo metabolismo e o mesmo modo de vida, eles foram os sujeitos perfeitos para realizar este estudo.

Como eles procederam? Por um mês, eles simplesmente adotaram, para um, uma dieta rica em açúcar e pobre em gordura (apenas 5% de gordura), para o outro, uma dieta rica em gordura e pobre em carboidratos (apenas 5% de gordura).

Durante trinta dias, os dois médicos monitoraram seu peso, sua massa corporal, sua pressão arterial e fizeram uma série de experimentos para entender os efeitos de suas respectivas dietas diariamente.

Resultados? Esse “tratamento” atípico, por mais paradoxal que possa parecer, os ajudou a perder peso.

Essa observação surpreendente corrobora o estudo realizado na mesma época por Paul Kenny, professor americano do Scripps Research Institute. Aparecendo no documentário filmado pela BBC, ele explica que realizou um estudo com ratos.

Ao alimentar alguns roedores com produtos ricos em carboidratos e outros ricos em gordura, ele descobriu que seus hábitos diários e saúde não eram realmente afetados.

Mas então, qual gordura ou açúcar é pior? Porque com os seus resultados, não estamos mais avançados...

Açúcar ou gordura: qual é o nosso pior inimigo?

Devemos ir um pouco mais longe para entender e retornar ao experimento com ratos. O professor Paul Kenny diz que deu a um terceiro grupo de roedores cheesecake, bolos de chocolate e industrializados, alimentos que contêm cerca de 50% de gordura e 50% de açúcar.

O cientista explica à BBC que o comportamento deles mudou radicalmente. Os ratos pararam de comer qualquer outra coisa, preferindo a compulsão, o que resultou em ganho de peso. Seu sistema de autorregulação, que normalmente os impedia de comer demais, foi desativado. Este alimento tornou-se sua principal fonte de calorias.

Paul Kenny continua dizendo que esses ratos cresceram enormemente, que se tornaram sedentários e que preferiam dormir ao menor movimento.

Gorduras ruins e açúcar industrial vs Gordura boa e açúcar natural

Conclusão: O perigo real, como muitas vezes, está no efeito “coquetel”. Claro que consumir muita gordura ou muito açúcar não é recomendado e pode causar doenças graves, mas misturar os dois parece ainda pior, de acordo com os estudos mencionados e os cientistas encarregados de liderá-los. A combinação dos dois seria muito mais viciante e promoveria a obesidade.  

Então – e isso não é novidade para ninguém! – pratos e outros alimentos ultraprocessados, ricos em açúcares adicionados e ácidos graxos trans (sintetizados por processos industriais), devem ser evitados se você quiser adotar uma alimentação balanceada.

Em vez disso, a verdadeira luta é entre essas substâncias ruins e as boas gorduras e bons açúcares.

Em outras palavras, se você consumir açúcar industrial e as gorduras contidas em produtos processados, sua saúde pode acabar (e dependendo do metabolismo de cada pessoa) em perigo.

Por outro lado, nem todos os açúcares e gorduras devem ser jogados no lixo. Os produtos que contêm açúcares naturais, como frutas ou mel, por exemplo, também fornecem micronutrientes como as fibras, capazes de retardar a absorção do açúcar e limitar seus efeitos nocivos à saúde.

Da mesma forma, os ácidos graxos insaturados encontrados em abacates, amêndoas ou azeite têm reconhecidos efeitos benéficos para o coração, entre outros. E por incrível que pareça, há um monte de alimentos gordurosos que ajudam a perder peso. Sim, gorduras de qualidade podem sustentá-lo como deveria. Diga adeus aos brigadeiros e lanches!